Ser criativo no mundo digital

Quantos de nós já nos questionamos sobre a nossa capacidade para sermos criativos e desenvolver ideias originais? Enquanto fazemos uma rápida pesquisa no Google e percebemos que a nossa ideia, afinal, não é assim tão original, é fácil pensar que tudo já foi inventado e criar algo nunca antes visto torna-se uma tarefa quase impossível, que não está ao nosso alcance.

E é nisto que consiste um bloqueio criativo, quando rejeitamos que a criatividade é uma competência que desenvolvemos e não um talento que só alguns possuem. Porque só um criativo é que procura ser mais criativo, deixamos-lhe cinco dicas para ultrapassar esse impasse e encontrar as soluções que vão dar um boost à sua presença digital.

  • Gerar confiança através do storytelling 

Quem não gosta de ouvir uma boa história? O nosso dia a dia está recheado de acontecimentos que podem ser partilhados, só temos de os adaptar em função da nossa estratégia. O testemunho de uma empresa que utiliza os nossos serviços ou a review de um produto são exemplos práticos de histórias que criam confiança e atraem mais consumidores, o passa a palavra também pode ser online.

  • Comunicar em tempo real

O assunto do momento ou a novidade que surgiu são temas que despertam a atenção e a curiosidade em saber mais. E por que não associarmos o nosso conteúdo à atualidade? A isto chamamos real-time marketing, quando estamos a par dos tópicos mais falados ou da notícia de última hora. Comunicar o imediato deixa a audiência surpreendida, pela rapidez de reação, e aproxima-nos da sua realidade. 

  • Escolha os conteúdos de vídeo

Este formato desempenha um papel crucial na vida de todos nós, pois passamos cada vez mais horas a consumir este tipo de conteúdos e um exemplo dessa tendência são as plataformas Youtube e TikTok, que crescem diariamente no seu número de utilizadores. Isto significa que o aumento da utilização deste formato e a diversidade de conteúdos gerados pelo mesmo, são fatores que permitem a uma marca desenvolver a sua notoriedade e aumentar a visibilidade. 

Ao transferir o conteúdo para vídeo, é importante segmentar a audiência e conhecer as necessidades desse público, para depois definir que vídeos produzir e implementar uma estratégia. 

  • Gerar Interações 

Quando criamos conteúdo é importante que este provoque uma reação, caso contrário podemos estar a comunicar para uma audiência vazia. Assim, deve ser mantida uma comunicação bilateral, em que o receptor também comunica e existe uma atenção em ouvir/ler o que este tem para dizer. Cada vez mais, as redes sociais introduzem funcionalidades que nos ajudam a criar um conteúdo mais interativo. O Instagram é uma referência pelos stories que nos permitem receber perguntas, fazer sondagens ou até mesmo questionários. A partir do copy que acompanha a publicação, podemos ajustar o nível de interação pretendido.

  • Ajudar a resolver um problema

As pessoas adoram conhecer dicas e truques que facilitem a sua vida ou que solucionem algum problema. A relevância de um conteúdo pode ser demonstrada através da capacidade de ser posto em prática. Conseguir com que algo seja mudado por uma sugestão nossa, acrescenta valor à relação criada com o cliente e aumenta a sua vontade de estar atento ao conteúdo que é partilhado. Quando criamos conteúdos, devemos de ter em mente a sua utilidade para a audiência.

Pronto para começar a pôr em prática todas estas dicas? Seja nas redes sociais, no blog, no website ou noutras plataformas, dê asas à criatividade e atraia ou fidelize a sua audiência.

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!