A importância e retorno dos anúncios de remarketing

Certamente, já passou pela situação de estar a pesquisar por um produto, consultar vários sites para comparar preços, para finalmente entrar numa das lojas online e… abandonar o carrinho de compras. É uma vantagem que o mundo digital tem, porque abandonar um carrinho de compras numa loja física é muito indelicado e atravanca o trânsito, o que já não dava jeito antes, e agora ainda dá menos, com as medidas de distanciamento entre as pessoas.

Mas o abandono do carrinho de compras, ou mesmo que a compra seja finalizada, não termina a sua relação com a empresa/loja online. O mesmo acontece com uma simples visita a um site, mesmo que não seja de e-commerce. Também já deve ter passado pela experiência de “aquele” produto, “aquela” loja, “aquele” site, lhe voltarem a aparecer, em forma de anúncio, numa pesquisa no Google. Então, seja bem-vindo/a aos anúncios de remarketing!

Já abordámos esta vertente de anúncios pagos num outro artigo, no início deste ano, mas hoje vamos focar-nos em parte (porque é um mundo, não dá para abordar tudo) do que o remarketing faz e o que pode trazer de retorno para a sua empresa.

O que é o remarketing?

Os anúncios de remarketing, fornecidos por plataformas como o Google Ads ou o Facebook Ads, consistem, como dissemos, numa estratégia de marketing digital para atrair novamente o seu interesse e levá-lo de volta ao site, para finalizar ou executar uma ação. Tendo instalado um código de remarketing no site, a empresa consegue ter acesso aos dados (permitidos) dos seus visitantes e, assim, acompanhá-los.

No caso da ferramenta do Google, quando um utilizador navega por um site, cria-se um género de ‘follow-up’, um acompanhamento, um caminho que se quer que o utilizador faça.

Com esse acompanhamento, o Google consegue identificar os seus interesses e começa a posicionar estrategicamente os anúncios e a repeti-los para itens de que gostou, mas não comprou, ou outros artigos relacionados que também possam ser de interesse, para chamar sua atenção e aumentar as hipóteses de venda.

Remarketing na rede de Display e na rede de Pesquisa

Há aqui que distinguir duas vertentes, quando falamos de remarketing no Google Ads. O remarketing na rede de Display ajuda os anunciantes a segmentar visitantes em diferentes websites, blogs e redes sociais (Instagram Ads e Facebook Ads, em que os anúncios podem aparecer no feed ou nas stories) com suporte de publicidade, usando ‘banners’ de imagens. A rede de Display do Google tem mais de 2 milhões de sites, cobrindo mais de 90% dos utilizadores de internet do planeta.

Já as listas de remarketing para anúncios na rede de Pesquisa são uma funcionalidade que os anunciantes têm ao seu dispor quando um utilizador faz uma busca com uma palavra-chave. Este tipo de listagem permite-lhes personalizar a campanha de anúncios de pesquisa para pessoas que visitaram anteriormente o seu website. Assim, poderá adaptar o copy do seu anúncio e o lance da palavra-chave, quando os visitantes pesquisarem novamente pelo serviço ou produto que a sua empresa oferece.

 Vantagens do remarketing

Como já dissemos, o remarketing é uma ferramenta importante para reter os clientes e efetivar suas compras – é esse o principal objetivo. Passamos, então, a elencar algumas das vantagens de recorrer ao remarketing:

Aumentar a taxa de conversão: navegando num oceano de possibilidades, como é a internet, com a visualização de anúncios com os produtos que ele já acompanhou, o potencial cliente será sempre recordado de uma oferta para atraí-lo de volta ao site. Então, a possibilidade de conversão aumenta significativamente.

Estar no ‘top of mind’: mais do que ‘perseguir’, o remarketing serve para gerar uma lembrança de marca frequente e também causar, no público-alvo, a perceção de uma marca confiável, visto que será exibida em sites de grande fluxo, na rede de Display do Google.

Segmentação adequada: os anúncios de remarketing são direcionados para os consumidores que realmente têm interesse nos seus produtos/serviços e que podem vir a comprar. No Google Ads, pode selecionar o público que deseja atingir: visitantes do seu site, visitantes de outros sites ou utilizadores de uma determinada plataforma.

Atrair novos consumidores: do total de visitantes do site, apenas uma pequena parcela (3%, segundo o Google Ads) chega a concluir um pedido. Este dado mostra o grande potencial em criar técnicas para acompanhar esses consumidores que fizeram a visita, mas não concluíram uma compra, pelo que o remarketing ajudará bastante no ‘resgate’ desses novos clientes.

Preços eficientes: é possível criar campanhas de remarketing de alta performance e com baixo custo, com lances automáticos que ajudam a atingir metas específicas para a sua empresa.

Relatórios estatísticos das campanhas: com as campanhas de remarketing, obterá relatórios detalhados sobre o desempenho das campanhas, onde são apresentados os anúncios e o preço que a sua empresa está a pagar. Em média, o custo por clique de uma estratégia de remarketing pode ser até metade do valor de um anúncio ‘normal’. Mais do que criar um simples plano de ações, este método permite acompanhar o seu desenvolvimento e aproveitar melhor as oportunidades geradas.

Caso prático de remarketing

Além de toda esta (útil) teoria, mostramos aqui também um caso prático, de um cliente da Archilike. Os números falam por si, no que toca à comparação entre as campanha ‘comum’, da rede de Pesquisa, e as campanhas de remarketing, no mesmo período de tempo. O custo é bastante menor, com um orçamento também menor, gerando assim melhores resultados e muito maior retorno em termos de conversões (última coluna).

 

Campanhas de pesquisa

Campanhas de remarketing

Claro que cada caso é um caso e nem sempre as campanhas de remarketing são a ferramenta mais adequada para anunciar um produto ou tentar chegar ao seu público-alvo. Mas são, sem dúvida, em qualquer circunstância, estratégias de marketing digital que deixam a sua empresa mais perto do sucesso!

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!