Novas metodologias para tempos novos: o E-learning nas empresas

Quem conhece a Archilike sabe que somos uma empresa preocupada, fundamentalmente, com a presença digital dos nossos clientes. Dedicamos muitas horas a analisar e a elaborar as melhores estratégias de comunicação, para garantir o incremento dos negócios dos projetos confiados à nossa equipa.

Nesse sentido, e como empresa, sentimos também necessidade de pensar como melhor gerir internamente os processos que garantam a performance que os nossos clientes exigem. Esta é uma preocupação que acreditamos ser partilhada por todos os que empreendem para alcançar a maturidade do seu negócio.

Partindo desta premissa, gostaríamos de convidar para uma reflexão sobre uma metodologia que tem vindo a ganhar espaço nas empresas, em resposta a um mercado de trabalho cada vez mais competitivo e volátil: o e-learning corporativo.

Esta metodologia de aprendizagem recente acompanha o desenvolvimento exponencial do sistema de rede (o que convencionamos chamar internet) e as potencialidades que lhe estão associadas. É sabido que cada vez mais empresas estão dependentes deste sistema e, consequentemente, dedicadas a optimizar os processos que sustentam o seu próprio crescimento. Incluídos neste, encontram-se os recursos humanos, os funcionários e colaboradores, sem os quais se torna inviável alcançar o sucesso almejado por todos.

O e-learning aparece como ferramenta empresarial para reforçar os laços entre empresa e funcionários, unindo esforços para aumentar a competitividade do projeto. Em paralelo, pretende racionalizar os custos associados à formação, sem descurar a inovação de conteúdos e a interatividade, que tornem atrativa a sua utilização. Entre várias sugestões e boas práticas na aplicação desta metodologia, está a adoção de elementos lúdicos, como um sistema de pontuações e recompensas, “storytelling” ou mesmo a gamificação. No fundo, a utilização de várias estratégias que possam mexer com os sentidos de quem procura adquirir os conhecimentos essenciais às melhores práticas profissionais, em completa autonomia.  O que não significa que se deva menosprezar o acompanhamento personalizado, bem pelo contrário. 

Toda a literatura respeitante ao tema reforça a necessidade de, a par da frequente atualização do conteúdo distribuído aos formandos, ser essencial centralizar a tarefa de gestão, disponibilização de módulos de estudo e avaliação de performance, num elemento com responsabilidades acrescidas no seio da empresa. Como qualquer método de ensino, também o e-learning precisa do reforço da aquisição de competências, garantido pela comunicação entre as diferentes hierarquias corporativas.   

Especialistas nesta matéria alertam, contudo, para a necessidade de conjugar esta solução de aprendizagem com aquela mais tradicional, ou seja, presencial. Na Archilike, sempre fomos, e continuaremos a ser, utilizadores de ambas as metodologias. Os resultados por nós alcançados dão alicerce a esta opinião. 

Estarmos sempre atualizados quanto ao que de melhor se faz no ambiente empresarial, em Portugal e além-fronteiras, é o que nos torna mais capazes de providenciar o melhor serviço ao cliente.   

Esperamos, assim, ter contribuído com um importante ‘input’ para a melhoria da cultura empresarial daqueles que acompanham o nosso trabalho e de todos os projetos futuros que apostem na Archilike para uma comunicação eficaz e eficiente das suas marcas. Bons negócios!

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!