Mantenha a sua base de dados atualizada

Leu o nosso último artigo? É bom que tenha lido, mas se não o fez (ou se o fez e quer ler outra vez), aqui o tem. Nele, falámos sobre como construir, manter e aumentar a sua base de dados. Na sequência disso, escrevemos agora sobre como limpar e atualizar a base de dados.

Como dissemos no artigo anterior, manter ativa a comunicação com os seus clientes é algo de extrema importância. Isso é conseguido através de vários meios, como, por exemplo, em interações nas redes sociais ou pelo e-mail marketing (que será o nosso foco aqui). Mas só com uma base de dados bem constituída, nutrida e atualizada é possível que essa comunicação seja eficaz e bem-sucedida.

Assim, uma das tarefas essenciais no mailing de clientes é a atualização de dados. Serve para que as informações ali presentes sejam válidas e não cometa equívocos ao investir em pessoas e informações erradas. As mudanças acontecem, há que ficar atento a elas e procurar respostas quanto à falta de interação com o envio das suas mensagens. 

Realizar uma limpeza de contatos faz com que aqueles emails que estavam escritos de forma incorreta, que apresentam inatividade ou até os que foram marcados como spam fiquem de fora de futuros envios, o que vai aumentar a ligação com a sua audiência e, por conseguinte, melhorar os seus resultados.

É necessário que a pessoa ou a equipa responsável pela administração da base de dados trabalhe com as métricas e defina uma frequência para verificar e atualizar essas informações, evitando alguns problemas, como o de ser marcado como spam, como referimos. Além desse caso, há também a probabilidade de um e-mail fornecido ser falso ou inválido, por aquele contacto ter mudado de empresa, por exemplo. A automação pode ajudar nessa verificação – mais uma vez, chamamos a atenção para a utilidade de uma ferramenta como o E-goi.

No entanto, atualizar não significa excluir todas as informações que conquistou e ir à procura de novas, é aprender a geri-las e “separar o trigo do joio”. Não fazer limpeza periodicamente costuma significar perda, de tempo e de dinheiro, e uma forma de a sua marca construir uma imagem negativa na web… sem ter real noção de que isso está a acontecer.

Neste âmbito, há a outra face da moeda, ou seja, o próprio contacto pode auto excluir-se, simplesmente por já não ter interesse no conteúdo que a sua empresa lhe disponibiliza (o que não quer dizer que não volte a ter interesse, no futuro). A este processo chama-se opt-out. É bom que exista uma opção a dar essa possibilidade, de forma visível, em cada e-mail enviado, para mostrar que a sua empresa é ‘adulta’ o suficiente para respeitar o tempo de utilidade que exerce na vida das pessoas. Dessa forma, os clientes – os que desistem e os que continuam – criam mais afinidade e podem até mesmo valorizar mais os seus conteúdos.

 

Benefícios da atualização da base de dados

Nesta altura, já deve ter entendido a importância de manter atualizada a sua carteira de contactos. Passamos, então, a elencar os principais benefícios que a limpeza pode trazer às suas conexões:

– Mantém quem interessa: Ao fazer a atualização regular da sua base de dados, fica com a garantia de enviar mensagens maioritariamente, se não a 100%, para pessoas interessadas no conteúdo. Por outro lado, como dissemos, a limpeza e o opt-out não implicam que os contactos desapareçam ou se desinteressem para sempre, portanto também pode ficar próximo desses, também.

– Qualidade antes de quantidade: Como foi falado no artigo anterior, em relação ao número de contactos, é quase sempre um erro pensar que a quantidade deve vir antes da qualidade. Quanto aos envios, acontece o mesmo. É preciso saber a hora oportuna para o envio e a quantidade de vezes que vai distribuir algum conteúdo. Se mandar e-mails diariamente, as hipóteses de o cliente se desinteressar são muito grandes. Para definir a frequência e horário ideal para agendar o envio de mensagens, pode pesquisar sobre qual é a data e horário com as maiores taxas de abertura. Ou então, como cada caso é um caso, pode fazer os seus próprios testes A/B, em que testa a maior taxa de abertura mandando e-mails em datas e horários diferentes, para leads diferentes.

– Ajuda na segmentação – Com uma base de dados organizada, a segmentação dos contactos é facilitada, gerando campanhas direcionadas, com conteúdo personalizado, que contam com taxas de abertura e taxas de cliques maiores. Portanto, o trabalho de segmentar a base de dados não é tempo perdido. Alguns serviços de e-mail marketing têm ferramentas que permitem acompanhar comportamentos e perfis de consumidores. Com esses dados, é possível criar segmentos inteligentes, com base em motivações e interesses muito específicos. 

– Eficácia e retorno na comunicação: Reduzir os casos de spam, aumentar a taxa de abertura e a taxa de cliques dos e-mails, resultando em maior retorno sobre o investimento, são vantagens que não deve descurar, ao fazer uma limpeza à sua base de dados. Além disso, aquelas métricas são interessantes de analisar igualmente no sentido de aperfeiçoar as suas estratégias digitais, pois há sempre caminho por onde melhorar.

Pronto, a partir daqui, tem todas as bases para tratar da sua base de dados, no que toca à construção, manutenção, crescimento e atualização da mesma. Bons contactos!

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!