Como construir, manter e aumentar a sua base de dados

“Quem tem amigos, não morre na prisão”, já diz o ditado. Não se assuste: este artigo não é sobre algumas figuras públicas, mas sim sobre a importância e influência que uma boa base de dados pode ter no seu negócio. Esperamos que continue connosco depois desta introdução, porque temos bastante para contar sobre como captar, manter e aumentar a lista de contactos.

Começando pelo princípio do negócio e do processo, quando uma empresa é criada, é essencial que haja quem queira saber dela. Assim, pode divulgar a sua empresa no famoso ‘boca a boca’, pode distribuir panfletos, pode pôr anúncios no jornal, na rádio, na TV… mas chega ao seu público muito mais rapidamente se usar ferramentas de marketing digital. Claro, tínhamos de “puxar a brasa à nossa sardinha” (e esgotamos o stock de expressões populares por aqui). 

A verdade é que, num mundo cada vez mais ligado a dispositivos móveis, é lá que o seu público vai estar, seja ele qual for. Assim, através de estratégias de captação de leads no seu website ou landing page, através de uma estratégia de posts patrocinados nas redes sociais ou de anúncios pagos no Google, conseguirá mais contactos e de forma mais eficiente. Quantas mais informações conseguir, melhor – sempre respeitando o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (RGPD), claro. Mas há três pontos essenciais: o nome, o email e o número de telefone. Com estes dados, abrirá muitas possibilidades para as etapas seguintes de contacto… com os contactos.

Nutrir a base de dados

Depois de os conseguir, há que os manter. Desde logo, mantê-los armazenados e segmentados – para isso, o E-goi é uma excelente opção. Estar ativo na comunicação com os seus clientes é muito importante. Usando corretamente as informações, é possível aumentar as hipóteses de venda, produzir um conteúdo mais elaborado e consolidar ainda mais o contacto com os utilizadores.

Neste aspeto (e em tantos outros), o email marketing é uma importante ferramenta e pode ser usado para diversas finalidades: campanhas de lançamento de novos produtos, pesquisas de satisfação, envio de newsletters, solicitação de feedback para alguns serviços, entre outras.

Marcar presença, de forma eficiente, não invasiva, na vida dos seus clientes, garante acesso aos conteúdos divulgados e traduz-se num aumento considerável das possibilidades de sucesso do seu negócio.

Construir e nutrir uma lista de contactos relevantes pode ser cansativo e trabalhoso, até porque os utilizadores estão cada vez mais criteriosos no momento de ceder as suas informações pessoais – muito pela questão do RGPD, que referimos anteriormente. No entanto, é possível influenciar a sua persona a receber os seus conteúdos. Conteúdos esses que, convém não esquecer, devem ser relevantes para o seu público, já que apenas dessa forma, com recetores ativos e interessados, todo o processo valerá a pena.

Ampliar a base de dados

Como numa empresa, depois de ser estabelecida e estar estabilizada, o passo seguinte é crescer. Com a base de dados, acontece o mesmo. No entanto, pensar que quantidade é mais importante do que qualidade, quase sempre é um erro. Como dissemos, o essencial é ter contactos interessados e não só ter uma lista grande, que é ‘bombardeada’ com conteúdo que não lhe interessa.

Tendo isto em mente, fique então com algumas dicas para aumentar a sua lista:

Oferecer proposta de valor: As ofertas chamam a atenção das pessoas. É inteligente aproveitar essa atenção para conseguir algo em troca, que, no caso, é o contacto pessoal. O que vai oferecer, pode variar muito (desde vouchers de desconto a ebooks), mas tem de representar sempre um valor acrescentado para o cliente. Além de oferecer benefícios para cativar os contactos, esta estratégia é uma forma de manter o interesse da persona em receber as suas mensagens.

Formulários de captação de leads: É possível incluir um espaço de registo de dados no seu website para captar os contactos, ou criar uma landing page. É importante que o formulário esteja bem visível no site – utilize cores chamativas. Além do e-mail do visitante, como já foi dito, é muito útil ter o número de telefone, para o envio de SMS, já que, atualmente, o Whatsapp está com uma política mais apertada quanto ao envio de mensagens automáticas. Quanto às SMS, têm uma excelente taxa de abertura e leitura – quase 100% das mensagens de textos são abertas e, portanto, visualizadas.

Apoio das redes sociais: Já falámos das campanhas pagas para começar a construir a sua base de dados, mas elas também se aplicam para aumentá-la, naturalmente. A maioria dos seus clientes utiliza estas plataformas, portanto pode e deve usar essa presença para nutrir o mailing da sua marca. Com o e-mail, pode localizar o utilizador em qualquer rede social em que ele estiver presente. Embora as campanhas sejam segmentadas, as redes sociais são úteis também porque conseguem captar utilizadores que não estejam necessariamente atrás da informação, mas que podem ficar interessados.

Personalizar mensagens: Embora a automatização esteja aí para facilitar a comunicação, é importante que o que for transmitido ao seu público, tenha a voz de uma pessoa e não de uma máquina. Humanizar o contacto com o potencial cliente faz muita diferença para a imagem da marca. Também por isso, é importante ter pelo menos o primeiro nome da pessoa, para personalizar automaticamente as mensagens enviadas, seja por SMS, e-mail ou outro meio.

Nunca compre uma lista de emails: Por último, mas não menos importante, já que este é o principal erro no momento de criar uma base de dados. E por uma razão simples: não são seus clientes! Além dos problemas a nível legal, vai estar apenas a enviar mensagens para pessoas aleatórias, que muito provavelmente nem têm interesse no que tem para comunicar e vai estar a incomodar quem não deu permissão para isso. O mailing de clientes deve ser formado apenas por quem deixou consigo as suas informações consigo, por vontade própria.

Depois de explicarmos o processo de conseguir, manter e aumentar a base de dados, iremos falar sobre como atualizar e limpar essa lista. Isso estará no próximo artigo, fique atento/a!

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!