A Importância do Copywriting

Pense antes nos conteúdos relevantes

A importância de definir uma estratégia de comunicação e marketing, com foco no conteúdo, já foi abordada no artigo anterior deste blog, dedicado às redes sociais. De facto, como referimos, é importante alimentar as suas páginas, com regularidade e de forma planeada, com temas adequados ao negócio e ao seu público.

O copywriting pode, de facto, ditar o sucesso da sua estratégia de comunicação digital. Sem um bom conteúdo, não existe uma mensagem completa e eficiente. Com o crescimento do marketing digital, o conteúdo assume um papel tático e tem uma função bem clara: agarrar o seu público! Se pretende aumentar as visitas ao seu site, conquistar leads e reverter visitantes em compradores, o investimento num bom conteúdo é indispensável.

No entanto, com a sede de querer publicar conteúdo e chamar a atenção da audiência, pode cair no erro de sobrelotar tanto as redes sociais da sua empresa, como o website, com informação irrelevante ou até falaciosa – não estivéssemos nós numa era de fake news. Ninguém está livre de cair nessas esparrelas, mas deixamos aqui alguns conselhos para pensar e executar um plano de publicação de conteúdos relevantes.

Crie um blog ou uma secção de notícias

Temos de começar por onde estamos. Criar um blog ou uma secção de notícias no próprio website é uma excelente forma de atrair tráfego para o mesmo. E se implementar estratégias de SEO na produção do conteúdo, será ainda maior a oportunidade para melhorar o ranking do site nos motores de pesquisa. 

Ao publicar artigos regulares, estará também a dar a indicação aos algoritmos do Google de que o seu site está atualizado e a produzir conteúdos ‘frescos’ para os utilizadores. Há ainda outras vantagens, como:

– Manter o utilizador mais tempo no seu website, através do ‘internal linking’, fazendo referência a outros posts do blog ou a outras páginas do seu website – o que aconteceu neste artigo, caso não tenha reparado;

– Aumentar a probabilidade de obter ‘backlinks’ (links estratégicos, posicionados ao longo de um texto, que levam os utilizadores até uma página do seu site ou blog). Os ‘backlinks’ fazem aumentar a reputação e autoridade do website e, consequentemente, terá mais chances de aparecer na primeira página de resultados do Google;

– O seu website ficará mais suscetível a partilhas em redes sociais. Por norma, as pessoas gostam de partilhar posts de blogs, principalmente no Facebook, o que resultará em cliques para o site. É importante existir um botão de partilha em redes sociais no blog;

– Poderá partilhar os posts/notícias na rede social onde está presente e incentivar os seus seguidores a visitar o seu website. 

– Começar a ser percecionado como uma autoridade no seu setor.

Qualidade mais do que quantidade

Voltamos a bater na mesma tecla: é a imagem do seu negócio que está em jogo, portanto tenha sempre cuidado com o que publica e quais as fontes dessa informação. Isto porque, lembramos, as suas páginas não devem servir apenas para promover os projetos ou produtos da sua empresa, deve haver variedade de temas, portanto não há como criar internamente todo o conteúdo que se publica. Deve até ter-se um toque jornalístico, para que a sua página não se torne numa divulgadora de notícias falsas ou imprecisas. E a forma também deve ser apurada.

Mas isto não se aplica só ao conteúdo escrito. O Instagram tem o foco principal na partilha de imagens, pelo que o mínimo que se pode fazer é publicar fotos de boa qualidade, agradáveis visualmente e com o tamanho ideal para redes sociais. A desformatação é um demónio.

O mesmo vale para o YouTube – e vamos falar sobre conteúdo em vídeo mais à frente -, que precisa de ter vídeos muito bem estruturados, produzidos e filmados, ainda que, com a qualidade dos telemóveis atuais, não seja preciso investir muito numa câmera.

Desenvolva conteúdos que geram partilhas

Os gostos, comentários e partilhas são algo que toda a gente busca, a título coletivo ou pessoal. Mas também aqui é preciso haver qualidade. Não queremos sempre os mesmos a comentar a mesma coisa, muito menos queremos constantes comentários negativos. Ter gostos sem que a pessoa tenha sequer visualizado o conteúdo, também não conta para muito. 

Uma ideia interessante é fazer com que as pessoas se sintam instigadas a interagir consigo nas redes. Dessa forma, fazer perguntas nas stories do Instagram ou em publicações do Facebook, ou produzir conteúdos em forma de jogos (gamificação) ou atividades, são ações que podem gerar um maior engajamento com o público-alvo.

Este ‘engagement de propagação’ faz com que mais pessoas tenham acesso ao que a sua empresa partilha, ajudando também no SEO. Isto significa que, quanto mais as pessoas efetivamente interagirem com os seus conteúdos, mais eles serão mostrados nos feeds e, consequentemente, mais oportunidades de negócio serão geradas.

O que dizem os seus vídeos? 

Nós avisámos que íamos falar mais de vídeo! Não há como evitar: hoje em dia, a criação deste tipo de conteúdo tornou-se numa ferramenta indispensável na estratégia de marketing e de comunicação das empresas. As pessoas, de uma forma geral, preferem ver um vídeo do que ler um texto. O vídeo poupa tempo às pessoas e permite-lhes conhecer melhor a marca que está a comunicar. Além disso, o vídeo, quando publicado nas redes sociais, tende a criar muito mais interações do que o restante conteúdo. Estima-se que, em 2021, o ‘mobile vídeo’ será responsável por 70% do tráfego de dados móveis. Segundo a Widespace, também os anúncios de vídeo em dispositivos móveis podem aumentar a intenção de compra até 104%. Portanto, os conteúdos em vídeo não são o futuro, são o presente!

Ainda assim, temos de agradecer por ter lido até ao fim este conteúdo escrito e que também tem imagem. É isto que se chama multimédia. Esperamos que estas dicas lhe sejam úteis e que as aplique, para que comprove que a qualidade e relevância dos conteúdos produzidos e partilhados, seja em que formato for, podem trazer sucesso para a sua empresa e para o seu negócio!

Partilhar nas redes sociais:
Share on facebook
Facebook
Share on email
Email
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Estou pronto para trabalhar com a Archilike!